segunda-feira, 22 de junho de 2009

Joel Santana - Estrangeiro



Agora a melhor parte - A Crítica:

É impressionante como no Brasil somos tão paga pau da língua estrangeira! Confesso que o Sr. Joel Santanna exagerou um pouco, mas são poucos os povos que esforçam-se tanto para não lembrar o que são! Acho que nenhuma língua no mundo importa tantos termos como a nossa. Na informática por exemplo, temos como natural a importação de um conceito ou produto que nasceu em terras estrangeiras certo? HD (Hard Drive), Mouse, Case, CPU(Central Processing Unit). Pois é, na maioria dos países de língua latina isso não é tão natural assim: em Portugal por exemplo, chama-se o HD de Disco Duro, mouse de rato, e por aí vai!

Em países de língua descendente da espanhola, também há uma relutância em importar termos estadunidenses, mesmo que a tecnologia tenha vindo de lá! Na França então, eles odeiam até mesmo os filmes legendados tão cultuados por aqui, lá tudo o possível é dublado. Por quê? Gosto, cultura? Porvavelmente a segunda!

Apreciamos filmes legendados por que somos naturalmente paga pau de estadunidenses, e uma das minha observações "empíricas" é a de que filmes de animação e desenhos animados em geral são conhecidamente mais divertidos com vozes de dubladores brasileiros (alguém já ouviu a voz do Bob Esponja em inglês, é muito sem graça) Por que então essa aversão a filmes dublados?

Bom, a questão é essa, aprendemos outros idiomas à exaustão, e ridicularizamos nosso próprio sotaque ao pronunciar outras línguas, enquanto latinos do mundo tem orgulho de puxar seus R's mesmo quando falando em público ou em cadeia internacional! Creio que temos algumas coisas a aprender com nossos hermanos enquanto povo e nação.

Agradecendo a Creditando à Fernandinha o vídeo!

Movido a Vapor

Um comentário:

euamoapamelazinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.